Powered by Blogger.
RSS

Mulher-Borboleta



Mulher-borboleta, Isa Lisboa
Queria suster-te no céu
Mas não podia
As minhas asas
Não me chegavam;
Asas de cores fortes
Mas de frágil tecido
Nasci borboleta
Ao invés de águia real.

E então me fiz mulher
Para poder caminhar contigo
No meu regaço
Posso enfim envolver-te;
Mantive as asas
Mas já não posso voar
O meu corpo está preso 
À terra
Mas só assim te poderia tocar

Já há muito fui crisálida,
Do casulo nasci borboleta
E por ti
Cresci mulher.

Mulher-borboleta.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

11 comments:

Kizy Lee said...

Metamorfose é oque somos, por isso sentimos oque poucos sentem...

Adorei Isa, :)
Me presenteou com sua arte

Patrícia Pinna said...

Boa tarde, uma bonita poesia.
E com essa mistura em seu corpo, anda a liberdade e o companheirismo a caminharem juntos!
Sorte desse homem!
Beijos na alma e excelente domingo!

Cris Campos said...

Isa,

Gosto muito dos seus desenhos, sempre acompanhados de belos versos. Parabéns minha linda! Gr. Bj.!

Rosa Mattos said...

Transfigurar-se, por Amor. Que lindo!

E o desenho é seu, Isa? Que bacana! Lindos traços.

bjs

mochiaro said...

Isa Lisboa
Da delicadeza na origem, a beleza na formação.
Uma Águia Real não teria a doçura e nem a beleza
de um colorido extasiante.
Um ser tem que sofrer essa transformação tão real,
para que possamos endeusa-la num todo MULHER.
Lindo essa metamorfose
Bjs// mochiaro

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

Isa, seu poema mostrou para mim a importância de pesarmos as consequências de nossos atos.
"Já há muito fui crisálida...
E por ti
Cresci mulher"

Expandi minhas asas... mas por pura opção me rendi a você.

Isa Lisboa said...

Obrigada a todos pelos comentários generosos! Fico contente que tenham gostado!

Beijos a todos

Isa Lisboa
=> Instantâneos a preto e branco
=> Os dias em que olho o Mundo
=> Pense fora da caixa
=> Tubo de ensaio

Dulce Morais said...

Isa,
Há sempre uma sublimação, mesmo na metamorfose programada. Os teus versos são leves como as asas da borboleta e aconchegantes como o casulo em que se transforma.
Parabéns!

=> Crazy 40 Blog
=> Pense fora da caixa
=> Tubo de Ensaio
=> MeNiNoSeMJuIz®

Carlos Moraes said...

mulher-borboleta... uma transforma-se de bicho para desejo, a outra é só desejo, e transformações constantes... que amálgama... bjs

Pintora Manuela Frade said...

Muito delicado e lindo este poema...parabéns!

Maristela Ormond said...

Lendo-te acabei de metamorfosear-me, saí do casulo... Lindo , lindo Isa. Beijos.

Post a Comment

Publicações populares