Powered by Blogger.
RSS

Mealheiro de sonhos (Parte I)

Arte: Little Ballerina_Joe Chicurel
Ballet Karina Rezende - O lago dos cisnes infantil


“Nas pontas das tuas sandálias, fazes magia.” Foi isso que o meu pai me disse no dia em que me levou a ver o mar.
Saímos de manhãzinha, “Onde vamos?”, “É surpresa!”, sorriu ele.
Fomos na sua velha carrinha que já fazia alguns barulhos estranhos, mas que nunca o tinha deixado apeado, segundo ele repetia sempre que saía com ela.
Começámos a sair da nossa cidade, a deixar para trás os deveres, a escola, as aulas de ballet. Essas não costumam ser dever, apesar de a professora ser muito exigente, acho que nunca terminou uma aula sem a frase “na próxima vez dançarão melhor!”, Na altura não entendia, porquê sempre mais, se já me divertia tanto com o que eu sabia fazer!
À medida que cresci, entendi que ela tentava ensinar-nos o que aprendera por ela mesma, que o Mundo nos pede sempre mais, e que nunca pára para que atemos as sandálias. Enquanto há música, devemos dançar, não perder o ritmo. E que a música nos pede sempre mais, mais emoção, mais entrega, mais de mim. E que quanto mais eu lhe der, mais ela me dará, mais livre o meu corpo se sentirá, voando pelo palco, flutuando nas palmas do público.
Isso naquele dia eu ainda não sabia. Gostava dos gestos que a professora me ensinava, de dançar com as minhas amiguinhas, do sorriso do meu pai e da minha mãe quando eu vestia o meu vestidinho azul para ir para a aula.
E naquele dia também não entendi o que o meu pai me disse, lá naquele lugar encantado a que me levou. Já tinha lido sobre o mar, e até já o tinha visto na TV, mas nada era igual a tudo isso, antes de o ver, ali à minha frente, ver como fazia música, na dança das ondas com a areia.
“As ondas são bailarinas tão lindas, papá!” disse, enquanto corria para me juntar a elas.
“Também tu, pequeno cisne, também tu és uma bailarina linda! E nas pontas das tuas sandálias, fazes magia.”


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

6 comments:

Dulce Morais said...

Oh, como o meu mealheiro vai enchendo com tão doce inicio, Isa!
"E tu, na ponta da tua caneta, fazes magia" :)
Já estou impaciente de ler a continuação!
Beijinhos!!!

Claudiane Ferreira de Souza da Silva said...

"As ondas são bailarinas tão lindas" ADOREI!
Isa, parabéns , seu primeiro capítulo muito bom.Concordo com a Dulce, "E tu, na ponta ....."
Bjs.

Isa Lisboa said...
This comment has been removed by the author.
Isa Lisboa said...

A pequena bailarina em mim faz-vos uma vénia de agradecimento por estes comentários! Obrigada, Dulce e Claudiane!
Um beijinho

Danka Maia said...

À medida que cresci, entendi que ela tentava ensinar-nos o que aprendera por ela mesma, que o Mundo nos pede sempre mais, e que nunca pára para que atemos as sandálias.
Não para mesmo Isa,não para nunca.Tocante define bem minha sensação ao ler este regalo! Beijocas!

Isa Lisboa said...

:) Obrigada, Danka! Bom saber que existiram palavras neste conto que falaram com você! Beijocas!!

Post a Comment

Publicações populares